Pela 5ª vez o mais influente da web em Goiás. Confira nossos prêmios.

MEIO AMBIENTE

Secima vai apoiar a construção de aterros sanitários nos municípios goianos

Determinação é do governador Marconi Perillo | 19.04.17 - 17:01 Secima vai apoiar a construção de aterros sanitários nos municípios goianos (Foto: Divulgação/Secima)

A Redação

Goiânia -
Representantes de 14 consórcios intermunicipais se reuniram na manhã desta quarta-feira (19/4) para discutir os recursos estaduais para a construção de aterros sanitários nos municípios goianos. Juntos, esses consórcios representam 180 cidades, ou seja, 73% dos 246 municípios do Estado. O encontro foi na Secretaria do Meio Ambiente (Secima), em Goiânia. 
 
“Sabemos que a questão do lixo, dos resíduos sólidos é de competência das prefeituras, mas à frente da Secima e com total aval do governador Marconi Perillo tomamos uma decisão de ajudar os municípios nessa questão dos aterros sanitários”, afirmou o secretário Vilmar Rocha durante a reunião.
 
“No ano passado concluímos, em parceria com a Universidade Federal de Goiás (UFG), o Plano Estadual de Resíduos Sólidos e agora estamos avançando em projetos e ações que contribuirão muito para a instalação dos aterros, inclusive com repasse de recursos”, acrescentou.
 
O encontro serviu para tirar dúvidas do processo de entrega dos projetos dos aterros para o licenciamento ambiental a ser feita pela Secima. Para o superintendente executivo de Cidades, José Carlos Pimenta, “é hora de colocar a mão na massa” e executar os projetos que já estão prontos e licenciados. 
 
A Secima possui o Plano Estadual de Resíduos Sólidos, que contempla e sugere a construção de aterros por meio de consórcios intermunicipais. Para o secretário Vilmar Rocha, o governo de Goiás tem como determinação implantar os aterros e a política de resíduos sólidos. 
 
“Vamos dar os encaminhamentos para soluções ambientais e sustentáveis nesse setor”, frisou. A superintendente de Licenciamento e Qualidade Ambiental da Pasta, Gabriela de Val Borges, ressaltou que a Secretaria só vai convalidar projetos que ela mesma licenciar. “É preciso que os consórcios se antecipem aos prazos e façam bons projetos, com profissionais que dominam o assunto”, diz.
 
Gerente de Resíduos Sólidos e responsável por reunir os consorciados, Paulo Sérgio afirmou que o momento é definir quais as demandas de cada consórcio e qual o suporte a Secima pode prestar. 

Comentários

Clique aqui para comentar
Nome: E-mail: Mensagem:
Envie sua sugestão de pauta, foto e vídeo
62 9.9850 - 6351