Pela 4ª vez o mais influente da web em Goiás. Confira nossos prêmios.

ENTREVISTA EXCLUSIVA

"Serei candidato a senador, a governador ou a nada", diz Vilmar Rocha

Secretário também falou do trabalho na Secima | 15.03.17 - 16:26 "Serei candidato a senador, a governador ou a nada", diz Vilmar Rocha (Foto: Letícia Coqueiro / A Redação)

Rafaela Bernardes e João Unes

Goiânia -
Em uma entrevista exclusiva ao jornal A Redação, o Secretário de Cidades, Infraestrutura e Meio Ambiente (Secima) e presidente regional do PSD , Vilmar Rocha, afirmou categoricamente que já tem seu projeto político para 2018. "Serei candidato a senador, a governador ou não serei candidato a nada. Ser candidato a vice-governador ou suplente no senado está completamente descartado. Meu projeto é disputar uma eleição majoritária", afirmou o ex-deputado federal em sua visita à sede do AR na tarde desta terça-feira (14/3). 
 
Ainda falando sobre o cenário goiano para as disputas de 2018, o presidente do PSD em Goiás disse que o partido segue com as discussões em aberto sobre a próxima eleição. "O PSD só vai tomar uma decisão sobre as eleições de 2018 em 2018". Questionado sobre possível apoio ao vice-governador do Estado, José Eliton, pré-candidato do PSDB para a disputa, Vilmar Rocha disse que "podemos apoiar qualquer candidato, essa decisão está em aberto. Assim como também podemos lançar candidato próprio". 
 
Para o cargo de governador de Goiás, Vilmar se julgou "preparadíssimo" do ponto de vista político, enfatizando sua experiência em gestão pública. "Tenho história política, qualificação pessoal, conheço todo o Estado de Goiás e, por isso, me sinto muito preparado. Mas a questão não é só ser preparado, o problema é viabilizar uma candidatura politicamente e eleitoralmente", completou. 


(Foto: Letícia Coqueiro)
 
Durante a entrevista, Vilmar Rocha disse que acredita em uma possível candidatura do governador Marconi Perillo na chapa majoritária para a presidência da República e que a decisão do PSD para 2018 depende do futuro político do governador.
 
"Um dos grandes problemas que temos hoje é que o governador Marconi Perillo não pode mais ser candidato ao governo, porque ele sempre foi nosso líder político. Agora, nós da base precisamos discutir e chegar a um nome, um nome que consiga liderar essa base política construída por Marconi", explicou o secretário. 
 
Secima-GO
À frente da Secretaria de Cidades, Infraestrutura e Meio Ambiente desde janeiro de 2015, Vilmar Rocha discorreu sobre o Programa Goiás Solar, lançado recentemente por ele e pelo governador Marconi Perillo. "Nossa meta é colocar Goiás como referência no consumo e na geração da energia solar no país", reforçou. 
 
Leia Mais:
Marconi lança programa que incentiva geração de energia solar em Goiás
 
Segundo Vilmar Rocha o Programa incentiva o consumo e a geração de energia solar em Goiás oferecendo isenção de ICMS para micro e pequenos geradores e consumidores deste tipo de energia. 
 
"Goiás tem uma condição muito favorável de insolação, fizemos um levantamento que mostra que somos quase iguais ao nordeste em insolação. E mesmo com tanta abundância, apenas 0,01% da matriz energética brasileira é de energia solar. Outros Estados brasileiros já trabalham com esse tipo de projeto, mas eu acredito que nenhum deles hoje tem um programa orgânico como o nosso, bem estruturado como o de Goiás".
 
Ainda dentro do Programa Goiás Solar, Vilmar adiantou que "dentro de dois meses vamos inaugurar em Pirenópolis o primeiro conjunto habitacional popular com energia solar do país. Serão 150 casas com placas de geração de energia solar. Mais uma vez Goiás está sendo pioneiro no Brasil", concluiu. 
 
 
 
 
 
 

Comentários

Clique aqui para comentar
Nome: E-mail: Mensagem:
Envie sua sugestão de pauta, foto e vídeo
62 9.9850 - 6351