Pela 5ª vez o mais influente da web em Goiás. Confira nossos prêmios.

Envie sua sugestão de pauta, foto e vídeo
62 9.9850 - 6351

Setor Bela Vista

Ao buscar filha no berçário, pai a encontra com mordidas pelo corpo

| 12.04.12 - 18:51 Ao buscar filha no berçário, pai a encontra com mordidas  pelo corpo (Foto: Reprodução)
Adriana Marinelli

Com mordidas na cabeça, orelha esquerda, perna esquerda, braços e mãos. Foi assim que uma criança de apenas cinco meses de idade deixou o berçário nesta quarta-feira (11/4). A menina teria sido mordida por outra criança, de dois anos, deixando pais e conhecidos da família revoltados. O bebê estava matriculada há menos de um mês na creche, localizada no Setor Bela Vista, em Goiânia.

Revolta
Pai da menina, Juliano Leonardo Pontes Machado, de 21 anos, afirma que recebeu uma ligação de uma funcionária do berçário, afirmando que a filha teria se machucado. “Quando minha esposa chegou lá, antes de mostrar minha filha, eles falaram para ela ficar calma”, afirma Juliano. “Minha filha está muito machucada. Ela é bem branquina, o que possibilita ver com clareza os hematomas”, diz Juliano, sem esconder a revolta.

Ainda na quarta-feira (11/4), a criança foi levada para o Instituto Médico Legal (IML), onde foi submetida a exames. “Estamos aguardando o resultados  para confirmar se os hematomas foram realmente causados por mordidas de crianças. Aparentemente foram, mas só os exames confirmarão”, explica a delegada Ana Elisa Gomes Martins, da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA), responsável pelo caso.

Negligência
Segundo a delegada, os responsáveis pela agressão são os servidores da creche, que deixaram a criança sozinha, sem o monitoramento adequado. “Não podemos autuar a criança que mordeu o bebê. Vamos atrás de quem foi negligente e, neste caso, o berçário é responsável”, afirma Ana Elisa.

Identificada apenas como Raquel, a proprietária do berçário, em entrevista ao jornal A Redação, reforçou que a responsável pelas mordidas foi mesmo uma criança. Segundo ela, a monitora teria deixado as crianças sozinhas para ir ao banheiro, momento que a garota de dois anos teria entrado no berço e mordido a vítima. “São crianças. Isso acontece até dentro de casa”, justificou Raquel.

Comentários

Clique aqui para comentar
Nome: E-mail: Mensagem:
Envie sua sugestão de pauta, foto e vídeo
62 9.9850 - 6351