Pela 5ª vez o mais influente da web em Goiás. Confira nossos prêmios.

Envie sua sugestão de pauta, foto e vídeo
62 9.9850 - 6351

De olho na Semana Santa

Preço de pescados em Goiânia pode variar mais de 230%, diz Procon

Confira dicas de como comprar com segurança | 13.03.18 - 11:48 Preço de pescados em Goiânia pode variar mais de 230%, diz Procon (Foto: Divulgação)
A Redação
 
Goiânia - Com a proximidade da Semana Santa, a tendência é que a procura por pescados aumente. O Procon Goiânia foi às ruas para pesquisar preços e divulgou, nesta terça-feira (13/3), que a variação de valores pode chegar a 230%. A coleta das informações foi realizada entre os dias 5 e 10 de março, com 15 tipos de peixes, de água doce e salgada. A pesquisa foi feita em 13 estabelecimentos da capital, sendo sete supermercados e seis peixarias.
 
A substituição da carne bovina pelo pescado, nessa época, faz com que o aumento de demanda reajuste os preços praticados. Segundo levantamento do Procon Goiânia, as maiores variações encontradas foram na venda de caranha e robalo. Em alguns estabelecimentos, por exemplo, foi possível encontrar a caranha sendo vendida a R$ 7,89 e em outros, a R$ 26,49 o quilo, uma diferença de 235,74%. Por sua vez, o preço do robalo variou entre R$ 26,90 e R$ 69,90 o quilo, atingindo diferença de quase 160%.
 
O levantamento apontou, também, os peixes com as menores diferenças de preços. O badejo, com variação de 30,71%, pode ser encontrado de R$ 42 a R$ 54,90 o quilo. Já o linguado é comercializado entre R$ 30 e R$ 40,69 o quilo – com variação de 35,63%.
 
O levantamento inclui, ainda, uma análise comparativa entre a pesquisa atual e a de 2017. Dentre os itens comparados, o bacalhau Saith foi o que mais teve diferenciação de preço, sendo que em 2017 o maior preço constatado foi de R$ 18,69 o quilo e, em 2018, é encontrado a R$ 39,90, tendo variação de 113,48%. Por outro lado, o tucunaré teve redução no preço em até 49,14%, passando de R$ 58 em 2017, para R$ 29,50 - menor preço verificado em 2018.
 
Orientações 
Antes de comprar pescados, o consumidor deve atentar-se para a qualidade dos alimentos fornecidos e a data de validade dos produtos adquiridos.
 
As variações de preços constatadas referem-se ao período em que foi realizada a coleta, os preços atuais podem ser diferentes, estando sujeitos à alteração conforme a data da compra, inclusive por ocasião de descontos especiais, ofertas e promoções. Além disso, lojas da mesma rede podem praticar preços diferenciados.

Comentários

Clique aqui para comentar
Nome: E-mail: Mensagem:
Envie sua sugestão de pauta, foto e vídeo
62 9.9850 - 6351