Pela 5ª vez o mais influente da web em Goiás. Confira nossos prêmios.

Segundo dia

Judô do Brasil fatura dois ouros e um bronze no Grand Prix de Cancún

Domingo é o último dia de competições | 18.06.17 - 08:00 Judô do Brasil fatura dois ouros e um bronze no Grand Prix de Cancún (Foto: CBJ)
São Paulo - No segundo dia de disputas do Grand Prix de Cancún, no México, o judô do Brasil brilhou ao faturar neste sábado (17/6) dois ouros, com Marcelo Contini (na categoria 73kg) e Ketleyn Quadros (63kg) subindo ao topo do pódio, e ainda um bronze, conquistado por Victor Penalber (81kg).

Graças ao bom desempenho do trio, a equipe nacional continua liderando o quadro geral de medalhas da competição, com um total de três ouros, duas pratas e um bronze.

Na última sexta-feira, na abertura do torneio, Gabriela Chibana foi campeã no peso ligeiro (48kg), Phelipe Pelim levou a prata na mesma categoria no masculino (60kg) e Sarah Menezes, campeã olímpica em Londres-2012, também ficou com o segundo lugar do pódio na meio-leve (52kg).

O saldo altamente positivo do Brasil no México começou a ser garantido neste sábado por Ketleyn Quadros, que assegurou o seu ouro com uma vitória por ippon sobre a britânica Amy Livesey na final. Antes disso, ela derrotou a hondurenha Cergia David e a

Lubjana Piovesana, outra britânica superada por ippon, para em seguida bater a eslovena Andreja Leski (por wazari) na semifinal. Ketleyn chegou a tomar uma punição dos árbitros por falta de combatividade na decisão, mas a sua adversária levou duas punições pelo mesmo motivo e depois sucumbiu ao levar o golpe perfeito (ippon). Assim, a brasileira faturou o seu primeiro ouro no Circuito Mundial de 2017 e somou mais 700 pontos no ranking. Após o triunfo de Ketleyn, coube a Marcelo Contini garantir ao Brasil o seu terceiro ouro em Cancún.

O topo do pódio foi assegurado com um ippon por imobilização na final contra o israelense Tohar Butbul. Antes disso, ele passou pelo chileno Thomas Bringas, que levou um wazari e depois caiu com um ippon, e superou o mexicano Eduardo Araujo, com vantagem de um wazari, assim como aconteceu em seguida na semifinal diante do espanhol Javier Ramirez.

Já a terceira medalha do Brasil no dia em Cancún veio com Victor Penalber derrotando o norte-americano Jack Hatton por dois wazaris na luta pelo bronze. E o brasileiro foi superado por apenas uma vez neste Grand Prix, no qual amargou uma derrota por um shido no golden score (tempo extra para definir o vencedor com o primeiro a pontuar) do combate com o argentino Emmanuel Lucenti na semifinal. Antes disso, Penalber ganhou embalo e confiança com vitórias sobre o venezuelano Noel Pena e o salvadorenho Juan Turcios para se garantir na luta por medalhas.

E a brasileira Barbara Timo (70kg) também chegou a brigar diretamente para ir ao pódio neste sábado, mas fechou a sua participação em quinto lugar após ser derrotada por imobilização pela britânica Gemma Howell na disputa pelo bronze. Na fase de classificação para as semifinais, Barbara derrotou a dinamarquesa Emilie Sook com dois wazaris, mas depois foi batida pela atual número 1 do mundo em sua categoria, Elvismar Rodriguez, nas quartas de final.

A derrota obrigou a brasileira a disputar a repescagem, na qual avançou para a disputa pelo bronze ao vencer a espanhola Sarah Rodriguez, em quem aplicou um wazari e um ippon. Amanda Oliveira participou das disputas desta mesma categoria em Cancún e chegou a obter uma vitória expressiva ao bater a canadense Kelita Zupancic, ex-número 1 do mundo, por ippon em sua estreia, mas depois ela caiu diante de Gemma Howell nas quartas de final e em seguida foi eliminada na repescagem pela belga Roxane Taeymans.

Alex Pombo (73kg) e Vinícius Panini (81kg) também foram para o tatame neste sábado, mas não conseguiram entrar na briga por medalhas. O primeiro deles caiu já na primeira luta, enquanto Panini foi batido na segunda pelo canadense Étienne Briand. Neste domingo, último dia de competições no México, o Brasil terá Bruno Mendonça (90kg), Eduardo Bettoni (90kg), Luciano Corrêa (100kg), David Moura (+100kg) em ação entre os homens.

Já entre as mulheres o País será representado por Rochele Nunes (+78kg) e pela medalhista olímpica Mayra Aguiar (78kg), que retorna às competições após o bronze que obteve nos Jogos do Rio, no ano passado. As preliminares começam às 12 horas (de Brasília), enquanto as finais serão às 19h. (Agência Estado)

Comentários

Clique aqui para comentar
Nome: E-mail: Mensagem:
Envie sua sugestão de pauta, foto e vídeo
62 9.9850 - 6351