Pela 4ª vez o mais influente da web em Goiás. Confira nossos prêmios.

Entrevista - Neil Thomson

"Esta é a temporada mais ambiciosa que produzi", diz maestro da Filarmônica

Primeiro concerto será nesta quinta (16) | 15.03.17 - 13:26 "Esta é a temporada mais ambiciosa que produzi", diz maestro da Filarmônica Neil Thomson espera ampliar ainda mais o público atingido pelas ações da Orquestra Filarmônica de Goiás (Foto: divulgação) 
Yuri Lopes
 
Goiânia – A Temporada 2017 da Orquestra Filarmônica de Goiás (OFG) começa nesta quinta-feira (16/3), com apresentação no Teatro Goiânia, às 20h30, com entrada gratuita e regência do maestro Neil Thomson. Em entrevista ao jornal A Redação, Thomson comemorou o desempenho da orquestra em 2016, disse estar animado com a programação deste ano e contou que esta é a temporada mais ambiciosa que já produziu na OFG.


(Foto: divulgação)
 
Na noite de abertura da temporada, o programa conta com as obras: Variations on America, do compositor americano Charles Ives; O duende das águas, de Dvorák; O Mandarim Maravilhoso, do húngaro Bartók e Water, do compositor e instrumentista inglês Jonny Greenwood, considerado um dos maiores guitarristas da era moderna.
 
Confira a seguir a entrevista de Neil Thomson sobre a Temporada 2017:
 
A Redação - Durante seus quatro anos na Filarmônica, quais são as principais conquistas da orquestra?
 
Neil Thomson - Tenho assistido a orquestra crescer de forma extraordinária durante estes anos. A Filarmônica desenvolveu um estilo verdadeiramente próprio. Temos aqui um grupo altamente motivado que constantemente se esforça para melhorar e isso é uma coisa maravilhosa. E, acima de tudo, nós construímos uma conexão real com nosso público, o que para mim, é uma alegria imensa. Também já gravamos dois CDs com obras do compositor brasileiro César Guerra-Peixe, que foram destaque no cenário sinfônico nacional. Nossas apresentações no Festival de Inverno de Campos do Jordão também representam um marco em nossa história.
 
Quais são as ações planejadas para a temporada 2017 com o objetivo de atrair mais público para os concertos da orquestra?
 
Nesta temporada apresentaremos um repertório completamente amplo e diversificado. Há música para todos os gostos. Suítes Orquestrais de Bach, Sinfonias de Beethoven, Brahms, Mendelssohn e Tchaikovsky, música de Jonny Greenwood, Abba, The Beatles e Lenine. Quanto mais diversificado é o repertório, maior e mais diversificado é o público.
 
O que você diria àqueles que ainda acham que a música clássica é uma forma de arte inacessível a todos os públicos?
 
Eu diria "venha a um concerto e experimente"!. E quando falamos de "música clássica" estamos falando de uma enorme variedade de música; Do século XVI até o século XXI. Isso é muita música e dentro dela haverá algo para cada pessoa. É importante lembrar que não é 'obrigatório' gostar de todas as peças que são executadas em um concerto. Algumas pessoas podem gostar mais de música barroca do que de música romântica. Não há regras para a apreciação de Música de Concerto. O mais importante é vir e experimentá-la. A música em todas as suas formas, popular ou “clássica”, é uma linguagem universal que toca as pessoas de uma maneira muito pessoal e direta.
 
O público dos concertos, tanto externos como fechados, cresceu com o passar do tempo. Isso aconteceu graças a quais fatores?
 
Temos uma excelente equipe de comunicação (uma das mais criativas que já trabalhei) que desenvolveu um grande relacionamento com o público. Os concertos são vistos como eventos emocionantes, onde todos são bem-vindos. A orquestra tornou-se uma fonte de orgulho cívico e as pessoas sabem que nos concertos, terão uma grande noite!
 
Você vê alguma diferença específica em relação ao público de Goiás com o público de outros lugares onde você já se apresentou?
 
O que eu amo sobre o público goiano é o seu calor e sua curiosidade. As pessoas são tão receptivas aqui. Peças que não são tão bem recebidas em outras cidades têm sido muito populares aqui. O público está realmente pronto para abrir seus ouvidos e corações para tudo.
 
Qual é a expectativa para a Temporada Filarmônica de 2017?
 
Esta é de longe a temporada mais ambiciosa que eu produzi. A variedade de música é enorme. Estou muito animado com esta temporada. Estou convencido de que ela vai consolidar a reputação da Filarmônica como uma das orquestras mais inovadoras e dinâmicas do Brasil.
 

Comentários

Clique aqui para comentar
Nome: E-mail: Mensagem:
Envie sua sugestão de pauta, foto e vídeo
62 9.9850 - 6351