Pela 5ª vez o mais influente da web em Goiás. Confira nossos prêmios.

Diógenes Bizinoto

Vinte e nove

Renato Russo e o recomeço | 18.11.14 - 19:48

Goiânia - Vinte e nove é o nome de uma música do grupo Legião Urbana. A canção está presente no disco Descobrimento do Brasil, que marcou o retorno de Renato Russo após um período exaustivo de recuperação dos vícios. Nosso poeta deixava implícito, na letra, que 29 representava um recomeço, uma nova fase na vida de cada pessoa. É uma música simples, sem simbolismos, mas nem por isto deixa de ser profunda, de transmitir uma mensagem de mudança. E, se formos analisar a história, 29 é um número presente em fatos e nomes importantes. E que sempre, de alguma forma, remetem a um recomeço.
 
A cada 4 anos, o mês de fevereiro ganha mais um dia: no lugar dos 28 dias de anos normais, passa a ter 29 dias. Há mais de 2 mil anos, por causa da colheita e das lavouras, os egípcios perceberam que a Terra levava 365 dias e 6 horas para dar uma volta completa em torno do sol. Portanto, acrescentar-se-ia 24 horas a cada 4 anos, ou seja, mais um dia no conhecido Calendário Alexandrino. Mais um dia. Uma chance a mais.
 
Em junho, no dia 29, é comemorado o dia de São Pedro, primeiro Papa e fundador da Igreja Católica. Ficou com a tarefa de difundir as palavras de Cristo. Enfrentou os romanos. Foi forte. Mas perseguido por eles, que acreditavam em vários deuses, foi crucificado e enterrado em uma região nos arredores de Roma.

Foi também num dia 29 que o jornalista, escritor, compositor e músico Nelson Mota nasceu. Autor da biografia do singular Tim Maia, Mota é marcado pela sua ousadia e de nunca fazer o mesmo, sempre avançando.
 
Há mais de duas décadas, em um 29 de setembro, o primeiro presidente eleito pelo voto popular, Fernando Collor de Mello, sofreu um processo de Impeachment pelo Congresso Nacional, após pressão popular. Em um processo democrático, o povo o elegeu, mas também tirou seu poder ao ver expostos fatos que indicavam atos de corrupção do Palácio do Planalto.

Foi  em um 29 (agosto de 1947) que nasceu o piloto britânico James Hunt. O inglês, que tirou a paciência mas também ganhou a admiração do austríaco Nikki Lauda, viveu intensamente, driblou a morte nas pistas de corrida e só deixou a Fórmula 1 depois de ser campeão mundial. Viveu cada dia como se fosse o último. Não desperdiçava nenhuma chance.
 
O 29 também traz lembranças tristes, como o dia de agosto de 1966, quando os Beatles realizaram seu último show oficial, nos Estados Unidos, ou o julho de 1994, data em que o músico e humorista brasileiro Mussum deixava nosso mundo para viver apenas na memória dos brasileiros que assistiam aos Trapalhões nas noites de domingo.
 
A letra do Legião Urbana faz referência ao “retorno de Saturno”.  Um ano de Saturno, ou seja, o tempo que o Planeta leva para completar sua órbita, corresponde a 29 anos terrestres. “Vinte e nove” representa uma nova chance, uma nova oportunidade de fazer o certo. É o símbolo da mudança, do que pode dar certo. Preste atenção nisto.
 
*Diógenes Bizinoto é Engenheiro Agrônomo.

Comentários

Clique aqui para comentar
Nome: E-mail: Mensagem:
Envie sua sugestão de pauta, foto e vídeo
62 9.9850 - 6351